PGE

19/08/2019

Projeto visa resgatar memória da Procuradoria

Foi aberta nesta segunda-feira (19) a mostra em comemoração aos 70 anos da Biblioteca da Procuradoria-Geral do Estado. Reunindo documentos históricos da biblioteca e da instituição, a mostra é o pontapé inicial de um trabalho de resgate da história da Procuradoria.

“O livro continua sendo o melhor instrumento de trabalho de um procurador, independente do meio, seja físico ou digital. Por isso, onde houver um procurador, haverá uma biblioteca”, destacou a procuradora-geral do Estado, Letícia Ferreira da Silva.

Criada pela Lei Estadual nº 236, de 19 de agosto de 1949 , a biblioteca da PGE tem cerca de oito mil títulos e é especializada na área jurídica. Ela está aberta para a comunidade para consultas. No entanto, empréstimos só podem ser feitos pelos procuradores e funcionários da instituição.

De acordo com a bibliotecária Patrícia Rezende, o trabalho de reunir documentos históricos da biblioteca motivou uma pesquisa mais ampla, de resgate da memória da Procuradoria. Para isso, além de recorrer aos departamentos históricos do Estado como o Arquivo Público e o Museu Paranaense, a PGE também está fazendo um trabalho de pesquisa junto a procuradores, principalmente aposentados, que guardam registros da história da PGE.

EVOLUÇÃO - A procuradora-chefe da Coordenadoria de Estudos Jurídicos, Leila Cuéllar afirma que, com o passar dos anos, a Biblioteca evoluiu. Além do acervo físico, com as alterações tecnológicas e das fontes de pesquisa, a Biblioteca passou a ter assinatura de duas plataformas digitais para a consulta dos usuários, além de parecerias com outras bibliotecas, possibilitando empréstimos interbibliotecas.

A exposição dos 70 anos da Biblioteca da Procuradoria-Geral do Estado ficará em cartaz para a visitação pública até o dia 23 de agosto, das 9h às 12h e das 14h às 18h, no hall de entrada da sede da PGE, localizada na Rua Paula Gomes, 145.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.