Grupo Financeiro Setorial

Marli Terezinha Rezende Ribeiro - Chefe
Rua Paula Gomes, 145 - 80510-070 - Curitiba - PR
Telefone: (41) 3281-6431 / 6432 / 6441 / 6442 
 E-mail: ch-gfs@pge.pr.gov.br

Apresentação

O Grupo Financeiro Setorial da Procuradoria-Geral do Estado do Paraná, é uma unidade cuja atribuição é promover a perfeita integração funcional com a Secretaria de Estado da Fazenda, e demais atribuições constantes do artigo 40 da Lei nº 8.485, de 03 de junho de 1.987.

O Grupo está subdividido em três áreas:
Sistema Integrado de Acompanhamento Financeiro- SIAF
Central de Viagens
Responsáveis por valores 

Na área do Sistema Integrado de Acompanhamento Financeiro, desenvolve atividades para cumprir o que determina a Lei 4.320 , de 17 de março de 1.964 (Esta lei estabelece normas gerais de direito financeiro para elaboração e controle dos orçamentos e balanços da União, dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal). Procede à execução do orçamento. Promove assentamentos, escriturações e registros contábeis e financeiros. Providencia o levantamento do balancete mensal da Procuradoria. Elaboração, em consonância com as normas estabelecidas do cronograma financeiro de desembolso; levantamento e análise sistemática das despesas da PGE, de acordo com as normas gerais estabelecidas pela Coordenação da Administração Financeira do Estado. Acompanhamento e execução Orçamentária, bem como registros contábeis e financeiros do Fundo Especial da PGE. Procede os acertos de contas em geral. Executa medidas e providências de controle interno. Promove a auditoria econômica e financeira da Procuradoria. Representa a Secretaria de Estado da Fazenda sobre qualquer irregularidade relativa ao Sistema Financeiro. 

A Central de Viagens, informa existência ou não de recursos ao Ordenador de Despesa. Este por sua vez, autoriza ou não a viagem solicitada. Quando autorizada, promove a provisão de recursos no cartão corporativo do servidor solicitante, efetua o fechamento mensal das despesas. 

Neste terceiro item, Responsáveis por valores, destacamos os adiantamentos de material de consumo e serviços de terceiros, para fins de realizar despesas que não possam subordinar-se ao processo normal de aplicação (Art.68 da Lei 4.320). 

O pagamento de toda e qualquer despesa será efetuado através de estabelecimento bancário credenciado e, em casos excepcionais, por meio de adiantamento, conforme determina o Artigo 65 da Lei 4.320. 

  • FUNCIONÁRIOS
  • Almir Rodrigues Alves
  • Karen Kerber Ribeiro dos Santos da Silva
  • Meri Margarida Fernandes dos Santos
  • Rosangela Coelho Truccolo
Recomendar esta página via e-mail: